Entenda porque a Perícia nunca vai acabar e como se preparar para esse mercado

A Engenharia têm apresentado um grande desenvolvimento nos últimos anos, com o surgimento de várias áreas e ramificações diferentes. A Construção Civil, por exemplo, é um setor que cresceu consideravelmente. Por isso, muitas pessoas procuraram ingressar neste segmento. Trata-se de um ramo com muitas oportunidades, uma vez que uma obra engloba uma série de etapas, que vão além da construção em si. Um projeto exige atuações no pré e pós-obra, para garantir a execução mais segura e eficiente possível. 

Mesmo após a finalização da construção, uma série de demandas podem aparecer, e carecem do acompanhamento de um profissional habilitado. No caso de acidentes, por exemplo, é preciso verificar as causas que resultaram na ocorrência. É neste ponto que a atuação do perito se torna essencial. É ele que vai realizar uma análise profunda sobre todos os aspectos da edificação e buscar entender de forma clara e objetiva o que causou o acidente. 

A Perícia apresenta ainda uma grande vantagem para os profissionais que atuam ou desejam se aventurar nela. Trata-se de uma área que será sempre necessária! Mas é claro que alguns benefícios vêm com grandes desafios. 

A área da Perícia não prescreve, mas os conhecimentos e ferramentas usados sim. Quer entender porque a Perícia sempre será necessária e como se manter atualizado? 

Confira neste artigo:


Desenvolvimento 

A Perícia é uma área essencial para o setor de Construção. É através dessa atividade que é possível verificar a segurança de uma edificação, se ela está em conformidade com as normas de segurança e determinar as causas de ocorrências no caso de acidentes. 

A preocupação com esses fatores têm aumentado cada vez mais, conforme empresas e construtoras buscam se adequar às regularizações. A entrada em vigor da Norma de Desempenho da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas e das legislações municipais e federal que preveem a obrigatoriedade da Inspeção Predial, fazem com que a chamada Engenharia Legal esteja em ascensão, principalmente nos casos que envolvem o judiciário.

Enquanto existirem obras, projetos e edificações, será necessário um perito para fazer análises investigativas de acidentes, verificação de regularidades e identificação de falhas. Por isso, a Perícia é uma área que sempre vai existir e mais importante ainda - sempre vai demandar profissionais qualificados. 

Portanto, ao invés de trilharem uma carreira voltada para projetos ou execução de obras, engenheiros e arquitetos têm buscado desenvolver os conhecimentos necessários para atuar na Perícia. Porém, para se tornar um perito qualificado, precisam estar dispostos a buscar atualização constante e enfrentar alguns desafios. 


Desafios do perito 

É a análise da perícia que vai definir, por exemplo, a responsabilidade de uma empresa ou profissional diante da Justiça, e identificar as causas de um acidente. Tamanha importância, o perito enfrenta alguns desafios ao longo do exercício da profissão que precisam ser superados. Entenda quais são esses desafios:


1. Conhecimentos judiciais: o conhecimento técnico é extremamente importante para a Perícia. Conhecer os detalhes sobre estruturas, materiais e cálculos é essencial. No entanto, não basta para a execução de uma perícia bem feita. O perito precisa entender os preceitos legais que envolvem uma perícia, compreender a linguagem e a formação ideal para a elaboração de laudos e saber como se comportar diante de um juiz no Tribunal. É necessário desenvolver noções básicas sobre o Código Civil, conhecimento sobre as diretrizes da sua área de atuação e uma boa redação. 

Por mais que ele saiba tudo sobre a parte técnica, precisa aprender também sobre os aspectos judiciais para apresentar um laudo adequado aos preceitos legais. Isso é extremamente importante, pois, caso algum fator vá de encontro à estes preceitos, o laudo pode até mesmo ser anulado. 

2. Diversificação de conhecimentos: o perito deverá conseguir realizar laudos técnicos de diversas edificações, desde grandes prédios, com infraestrutura de ponta, até instalações mais robustas. Portanto, ele deve ser capaz de entender as particularidades de cada estrutura e buscar abranger uma gama maior de conhecimentos, mantendo-se sempre atualizado. 

3. Atualização constante:  como já percebemos, a área de Perícia dificilmente irá desaparecer. Por ser composta na maioria do tempo por atividades no pós-obra, sua atuação sempre será essencial para verificar as condições de uma estrutura. No entanto, isso não significa que o profissional pode “relaxar” e se estagnar. A área é duradoura, mas suas atividades, a forma como são feitas e as ferramentas usadas para tal estão sempre em evolução, conforme novas tecnologias vão surgindo. 

Por isso, é importante que o profissional se mantenha atualizado e acompanhe as tendências da profissão. Novas formas mais rápidas e eficientes de elaborar laudos, por exemplo, podem surgir, e o profissional precisa estar preparado para se adequar a esse novo modelo.


Demandas da Perícia 

O perito precisa atender a alguns requisitos, que podem variar de acordo com a área de atuação. Confira algumas das demandas do profissional da Perícia:


  • Avaliação das causas de um acidente, tal como o desabamento de uma construção por falha estrutural, anomalias, patologias ou qualquer outra irregularidade derivada de um erro no projeto, nos materiais ou na execução da obra;

  • Elaboração de laudos para verificar as condições estruturais de um imóvel;

  • Desenvolvimento de estudos de mercado imobiliário;

  • Identificação de danos ambientais causados por fatores relacionados a alguma obra;

  • Identificação de falhas apresentadas em equipamentos e máquinas industriais;

  • Elaboração de laudos técnicos esclarecedores sobre acidentes de trabalho.

Onde trabalhar?

O engenheiro ou arquiteto especializado em Perícia possui muitas possibilidades de atuação. Hoje, a demanda por um profissional qualificado tem crescido muito. Confira algumas possíveis áreas de atuação de um perito:

  • Serviço público: realiza perícias e inspeções na área judicial;

  • Empresas particulares: pode atuar como empreiteiras e construtoras;.

  • No setor privado: contribuição em processos de arbitragem, colaborando para a solução de conflitos; 

  • Judicial: presta assistência para que juízes e magistrados tomem decisões jurídicas baseados em informações técnicas;

  • Engenharia de custos: o profissional fica responsável por elaborar orçamentos de maneira minuciosa, atuar no planejamento, realizar análises, diagnósticos e verificar a viabilidade técnica e financeira da construção, em conjunto com outras áreas da profissão.

Oportunidades na área de perícia 

O mercado de Perícia é repleto de oportunidades, devido a altas demandas judiciais e às diversas áreas de atuação. As empresas e construtoras estão ficando cada vez mais conscientes sobre a importância da atuação de um perito ao longo das etapas de uma obra para prevenir acidentes. Com ocorrências que marcaram o país, como desmoronamento do edifício em Fortaleza, a importância da regularização das estruturas ficou ainda mais em evidência. 

Além disso, com o crescimento do mercado de construção, a tendência é que muitas construtoras fiquem mais comprometidas com o controle de qualidade de suas obras, vistorias e laudos de entrega dos empreendimentos. Além disso, os responsáveis por condomínios estão mais conscientes em adotar medidas de prevenção de acidentes em suas dependências.

A atuação do perito é crucial em todas essas atividades, seja por nomeação pela Justiça, como um serviço autônomo ou prestando serviços para empresas privadas. 


Competências do perito 

A atuação de um perito é extremamente importante. É a partir da sua análise que será possível detectar o grau de comprometimento de estruturas, por exemplo. Por isso, não basta apenas ter os conhecimentos técnicos. É preciso desenvolver algumas competências e habilidades comportamentais que serão cruciais para a boa atuação. Confira algumas competências que o perito precisa ter: 

1. Perfil investigativo:  as ocorrências podem acontecer da mesma forma, mas por razões diversas. Por isso, para fazer uma análise minuciosa de uma edificação, é preciso entender a obra como um conjunto que envolve diversas esferas. Enxergar cada aspecto pode ser muito difícil, e, por isso, o profissional precisa ter a capacidade de investigação. Ele deve ser capaz de fazer as perguntas certas, empenhar-se para descobrir as respostas e investigar à fundo todos os fatores que podem ter contribuído ou vão contribuir para alguma ocorrência.


2. Curiosidade: um perito deve ser movido pela curiosidade. É preciso que ele tenha vontade de saber o que está por trás de cada fator de uma edificação. Dessa forma, seus estudos são muito mais aprofundados. 


3. Ética profissional: manter uma ética profissional, alinhada com os princípios de justiça, é extremamente importante para um perito. Em algumas situações, ao avaliar um parecer, ele pode acabar indo contra os interesses do cliente, por exemplo. Por isso, é importante que o profissional busque manter sua imparcialidade e o compromisso com a investigação sincera.



Tendências na Perícia 

A tecnologia é uma grande aliada da Perícia. Com os recursos tecnológicos e inovações, é possível otimizar o trabalho de investigação e ainda trazer mais precisão à análises. Por isso, muitos equipamentos já se tornaram ultrapassados e foram substituídos por versões mais modernas. Confira algumas tecnologias que são tendência na Perícia:

  • Trena eletrônica: essa versão mais moderna da tradicional trena reduz os esforços necessários para a medição e a deixa muito mais rápida.  Com um simples toque,  o medidor emite uma luz de laser até o fim da superfície do objeto, fazendo a m,edição. O mecanismo mede a distância até o alvo e rapidamente apresenta o resultado da medição.

  • Drones: ao fazer uma inspeção de fachada, por exemplo, é preciso que a estrutura esteja muito bem organizada. Com o drone, é possível verificar de forma rápida as instalações de uma edificação, percorrendo toda a estrutura apenas mexendo em alguns botões. 

  • Lentes de aproximação: a utilização de câmeras com lentes de aproximação auxiliam a fotografia forense, permitindo a identificação de detalhes que podem ser cruciais para a elaboração de um laudo técnico pericial. 


  • Simulações computacionais: com o uso de um software é possível simular um projeto, permitindo fazer uma avaliação mais próxima da realidade e da ocorrência que está sendo estudada; 


Pós-graduação em Auditoria, Avaliações, Patologias e Perícias em Arquitetura e Engenharia


É importante lembrar que somente a formação em Engenharia ou Arquitetura não é o suficiente para que um profissional se torne perito. Como citamos anteriormente, os conhecimentos judiciais são parte crucial do processo de Perícia, e podem ser adquiridos por meio de uma especialização. Dessa forma, o aluno aprende todos os aspectos legais que precisa se dispor no exercício da profissão. 

Um profissional com conhecimentos técnicos bem estruturados, capaz de compreender os aspectos judiciais do processo, tem tudo para se tornar um perito referência no mercado. 

Além disso, a escolha da especialização é muito importante. Cursos alinhados com o papel que as inovações exercem na Perícia são ideais. Você pode conferir o nosso curso de pós-graduação em Auditoria, Avaliações, Patologias e Perícias em Arquitetura e Engenharia, que segue a metodologia de Educação 4.0. Trata-se de um método que utiliza recursos tecnológicos para potencializar os estudos, por meio da internet, mídias sociais, inteligência artificial, realidade virtual, entre outros. Os benefícios das ferramentas digitais são combinadas ainda com a metodologia ativa, em que, mais do que simplesmente absorver o conteúdo, o aluno aprende por meio da prática, desenvolvendo projetos e experiências.  

Neste curso, o profissional vai ter acesso a módulos que vão de encontro a expectativa de mercado e as tendências tecnológicas, focando na empregabilidade e aproximando o profissional ao mercado de trabalho e atuação profissional mais competente possível. 

Por fim, podemos concluir que a Perícia é uma área que veio para ficar, mas exige profissionais capazes de acompanhar o ritmo das mudanças. Mais do que isso, o perfil investigativo é cerne dessa profissão importantíssima.

Você acha que é curioso o suficiente para ser um perito de sucesso? Então não deixe de conferir o nosso curso!

Compartilhar


Supply Chain: entenda porque as empresas precisarão dela para sobreviver